Cade: Bolsonaro indica Agra Jr para recondução ao cargo de procurador

Na semana passada, ele havia indicado para o cargo o nome de Lenisa Rodrigues Prado, mas anulou a mensagem com um novo despacho

atualizado 29/08/2019 8:17

Reprodução internet

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu alterar a indicação que havia feito na última sexta-feira (23/08/2019) para a procuradoria do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Em despacho publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (29/08/2019) o presidente indica o nome de Walter de Agra Júnior para ser reconduzido ao cargo de procurador-chefe do Cade.

Na semana passada, ele havia indicado para a procuradoria o nome de Lenisa Rodrigues Prado. Em um novo despacho publicado nesta quinta, a Presidência anula essa mensagem de indicação feita no dia 23 e encaminha ao Senado, para apreciação, o nome de Lenisa Prado para exercer o cargo de conselheira do Cade.

Na última sexta, o presidente já havia indicado outros três nomes para o conselho do Cade. Foram indicados: Luiz Augusto Azevedo de Almeida Hoffmann, Luiz Henrique Bertolino Braido e Sérgio Costa Ravagnani.

Responsável pela análise de fusões de empresas e pelo julgamento de infrações como a prática de cartéis, o Cade está com quatro cadeiras do tribunal vagas e não tem quórum para realizar sessões de julgamento. Apesar das indicações para as vagas, os nomes têm que ser aprovados pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado e ainda pelo plenário da Casa.

Mais lidas
Últimas notícias