Bolsonaro volta atrás e diz que Mourão pode compor chapa em 2022

Declaração sinaliza recuo em falas recentes do presidente, que dizia não querer repetir a chapa presidencial de 2018 nas eleições de 2022

atualizado 19/12/2021 13:42

Cerimônia de posse do Ministro de Estado da Cidadania e do Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República; e sanção da Lei da Autonomia do Banco Central. Foto: Flickr Palácio do Planalto/Isac Nóbrega/PRIsac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse neste domingo (19/12) que o atual vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), pode ser o escolhido para compor, novamente, a chapa presidencial durante as eleições do ano que vem.

Durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o chefe do Executivo foi questionado por uma jornalista da VTV, afiliada do SBT, se Mourão continuaria como vice em 2022. Bolsonaro disse que ainda está vendo como a situação ficará para o próximo ano.

“O vice está aí. Mourão é o vice. A gente vai ver como é que fica no ano que vem. Tem pessoas que querem ser vice – normal. Eu vou escolher um vice, pode ser ate o próprio Mourão. Mas um vice que agregue e tenha conhecimento de Brasil, que ajude”, declarou o presidente, que está no litoral paulista.

A declaração sinaliza um recuo em falas recentes do presidente, que dizia não querer repetir a chapa presidencial de 2018 nas eleições do próximo ano.

0

Bolsonaro alfinetou ou desautorizou Mourão em público ao menos 17 vezes desde 2019. Relembre falas

Bolsonaro e Mourão

O presidente Jair Bolsonaro e o atual vice-presidente têm se afastado ao longo do governo. Em junho, Mourão chegou a dizer que “sente falta” de se reunir com o mandatário do país.

Em quase três anos de governo, o general e o capitão reformado do Exército têm tido várias posições diferentes – o que, segundo interlocutores, não tem agradado o chefe do Executivo.

Ainda em abril deste ano, quando Bolsonaro já dava os primeiros recados de que não iria dar continuidade à chapa em 2022, Hamilton Mourão disse que o chefe do Executivo deveria escolher outro nome, mas que Bolsonaro ainda não o havia procurado para tratar do assunto. 

“Bolsonaro vai escolher outra pessoa para acompanhá-lo para a reeleição. O que tenho visto [nas] declarações de Bolsonaro é que ele precisaria de outra pessoa no meu lugar, mas ele nunca disse isso para mim”, disse à época. 

Na mais recente declaração sobre o assunto, Bolsonaro disse que o novo vice não pode “atrapalhar”. Em outra oportunidade, o chefe do Executivo federal disse que “vice bom é aquele que não aparece”

“A gente não está pensando em ter uma chapa para ganhar a eleição e depois não poder governar. Isso é horrível, isso é péssimo. Ter um vice que te atrapalhe. Isso é horrível”, afirmou o presidente no início do mês.

Mais lidas
Últimas notícias