Bolsonaro vai a municípios afetados pelas chuvas em PE nesta segunda

Deslizamentos causados por chuvas na Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco, já deixaram ao menos 35 vítimas

atualizado 29/05/2022 10:31

Desabamento em Recife por causa das chuvasRedes sociais/Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, na manhã deste domingo (29/5), que sobrevoará a região afetada pelo alto volume de chuvas no estado do Pernambuco, nesta segunda-feira (30/5).

Veja post:

Deslizamentos causados por chuvas na Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco, já deixaram ao menos 35 vítimas. Ainda no sábado (28/5), o mandatário do país se manifestou sobre o ocorrido, destacando as ações que o governo federal vem executando.

“Estamos atentos às fortes chuvas que atingem Pernambuco e outros estados do nosso Nordeste. Determinei ao Ministério do Desenvolvimento Regional o monitoramento ininterrupto da situação, com o envio de equipes para prestar o auxílio necessário às autoridades locais no socorro às regiões afetadas”, disse Bolsonaro.

Já estão in loco as equipes da Defesa Civil, do Ministério da Saúde, Ministério da Cidadania, Ministério do Desenvolvimento Regional e Ministério do Turismo.

Veja imagens do desastre:

As precipitações acontecem desde o início da semana passada, em um fenômeno que se alastra por regiões de Alagoas, Paraíba, Sergipe e Rio Grande do Norte, e se intensificaram nos últimos dias.

“Chuva superior a 60 mm/h ou acima de 100 mm/dia. Grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, grandes deslizamentos de encostas, em cidades com tais áreas de risco”, afirmou o Instituto de Meteorologia (Inmet) sobre a situação em Pernambuco nas próximas 24 horas.

O Inmet emitiu alertas de “Grande Perigo” para a Região Metropolitana do Recife, Agreste Pernambucano, Zona da Mata Pernambucana, Agreste Paraibano, Borborema, Mata Paraibana, Leste Alagoano e Agreste Alagoano. O aviso é válido até as 10h deste domingo.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias