Bolsonaro sobre Santos Cruz: “Jogador de vôlei não joga basquete”

Ex-ministro deixou a Secretaria-Geral na semana passada e declarou que governo é um "show de besteiras"

Isác Nóbrega / PR

atualizado 21/06/2019 13:03

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) pontuou que o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, demitido da Secretaria-Geral de Governo na semana passada, tem uma vida exemplar, mas foi colocado fora do lugar nesta gestão. “Às vezes, a gente vê um excelente jogador de vôlei, bota para jogar basquete e não dá certo. Talvez minha falha tem sido por aí”, frisou o chefe do Executivo federal.

“[Santos Cruz] É uma pessoa que conheço há pouco mais de 40 anos, colega da Aman [Academia Militar das Agulhas Negras], que tem uma vida exemplar aí fora, homem de combate no Congo. Não tenho o que falar contra o Santos Cruz”, comentou o titular do Planalto.

Santos Cruz foi demitido da Secretaria-Geral de Governo da Presidência da República por Bolsonaro na semana passada. Desde que chegou ao primeiro escação, em janeiro, o militar se envolveu em uma crise com os filhos do mandatário da República e com o guru do bolsonarismo, o escritor Olavo de Carvalho.

Nessa quinta-feira (20/06/2019), o ex-ministro criticou Bolsonaro por perder tempo com “bobagens”, quando deveria priorizar questões relevantes para o país. “Ele [Bolsonaro] resolveu me substituir por alguma razão que é ele que tem de dizer, tem de ser perguntado para ele. Se eu tivesse pedido demissão, eu diria a razão”, declarou em entrevista a uma revista.

Após participar da Marcha para Jesus nessa quinta, Bolsonaro reagiu à fala de Santos Cruz e pontuou que o general é “página virada”. Ao ser questionado sobre a declaração de que o governo é um “show de besteiras“, o presidente frisou que Santos Cruz “integrou o governo por seis meses e nunca disse que tinha bobagem lá dentro”.

Últimas notícias