Bolsonaro responde Mourão sobre compra de vacina: “A caneta Bic é minha”

O vice-presidente disse em entrevista que o governo não deixaria de comprar o imunizante apesar da resistência do presidente

atualizado 30/10/2020 18:09

Jair BolsonaroIgo Estrela/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu as informações dadas pelo vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) de que o governo vai sim efetuar a compra de doses da Coronavac, vacina contra a Covid-19 que está em desenvolvimento pelo Instituto Butantan e pela empresa chinesa Sinovac

“A caneta Bic é minha”, disse o presidente ao portal R7, em uma clara resposta ao seu vice.

Em entrevista à revista Veja, Mourão disse que o governo não deixaria de contribuir para a compra do imunizante, embora haja resistência por parte do presidente em usar recursos da União para adquirir doses da vacina.

Mourão ainda apontou a “briga política” de Bolsonaro com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em torno da vacina.

Mourão também foi questionado se teria algum receio em tomar alguma vacina que venha da China. “Não, desde que esteja certificada pela Anvisa. Não tem problema nenhum”, disse.

0

 

Últimas notícias