Bolsonaro recria Ministério das Comunicações e entrega ao Centrão

Desmembramento do Ministério da Ciência e Tecnologia foi anunciado na noite desta quarta-feira. Titular será Fábio Faria (PSD-RN)

atualizado 11/06/2020 0:15

Fabio FariaDivulgação/Agência Câmara

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, no meio da noite desta quarta-feira (10/06), em uma postagem no Facebook, a recriação via medida provisória do Ministério das Comunicações. A pasta foi desmembrada do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A Ciência por enquanto continua nas mãos de Marcos Pontes.

Bolsonaro já anunciou o titular do novo ministério: Fábio Faria (PSD-RN), deputado federal e genro do dono do SBT, Silvio Santos. A nomeação é o mais recente agrado ao Centrão, apesar de Bolsonaro ter dito a aliados que o parlamentar, de quem é próximo, assume como cota sua.

Perfil

Apesar de relativamente jovem em relação aos colegas de Câmara (42 anos), Faria é um político experiente, que está na Casa desde 2007.

O parlamentar já atuava como conselheiro informal de Bolsonaro e costumava almoçar com ele no Palácio do Planalto com alguma regularidade, fato que compartilhava em suas redes sociais.

Em 2009, Faria se envolveu em uma polêmica sobre gastos públicos após o site Congresso em Foco relevar que ele havia usado dinheiro da cota parlamentar para pagar as passagens dos atores Kayky Brito, Sthefany Brito e Samara Felippo para participarem de um carnaval fora de época em Natal.

Faria também utilizou a verba para pagar sete viagens para a ex-namoradora, a apresentadora de TV Adriane Galisteu, e a mãe dela, Emma Galisteu, entre 2007 e 2008.

Por causa da notícia, a Câmara acabou mudando regras para a emissão de passagens na época. O parlamentar devolveu o dinheiro, apesar de não ser obrigado pelas regras naquele momento.

0
Pastas

Com a recriação do Ministério das Comunicações, o governo passa a ter 23 pastas ministeriais, e, segundo o próprio Bolsonaro, o número está para aumentar: está em estudo a recriação do Ministério da Segurança Pública, que também deverá ser comandado por um nome ligado ao Centrão.

Com a volta do Ministério das Comunicação, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom, responsável pela comunicação do governo), que era vinculada à Secretaria de Governo, dentro do próprio Planalto, foi extinta e incluída na estrutura da pasta comandada por Faria.

Fabio Wajngarten, que era o titular da Secom, vira secretário-executivo do novo ministério. Veja a edição extra do Diário Oficial da União com a MP nº 980, que recria a pasta, e as nomeações.

Nomeações by Lourenço Flores on Scribd

Nomeações MP by Lourenço Flores on Scribd

 

Mais lidas
Últimas notícias