Bolsonaro nega que Michelle tenha pedido remoção de obras sacras

Rumores sobre possível desejo da futura primeira-dama de retirar objetos do Palácio da Alvorada foram desmentidos pelo presidente eleito

atualizado 18/12/2018 19:17

WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), negou rumores sobre a possível retirada de obras sacras do Palácio da Alvorada, futura casa da família em Brasília. Comentários sobre suposto pedido de Michelle, esposa de Bolsonaro, para retirar os objetos do local foram divulgados nessa segunda-feira (17/12).

Por meio de seu perfil no Twitter, o futuro chefe do Executivo afirmou que, mesmo que sua mulher seja evangélica e ele católico, ambos possuem objetos em casa que remetem a fé em suas respectivas religiões.

Uma imagem de Santa Bárbara, atualmente no Palácio da Alvorada, será transferida para a casa do vice-presidente de Bolsonaro, Hamilton Mourão, a pedido do próprio, por ser a padroeira da artilharia. De acordo com o presidente eleito, os outros objetos não serão removidos da residência oficial da Presidência da República.

Últimas notícias