Bolsonaro diz que suspensão de radares móveis reduziu mortes e multas

Dados da PRF indicam 283 mortes em agosto, quando a medida foi sancionada. Menor número nos outros meses foi 376

Carolina Antunes/PR

atualizado 20/09/2019 19:11

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), comemorou nesta sexta-feira (20/09/2019) os resultados da determinação do governo de suspender radares móveis em rodovias federais. Segundo o chefe do Executivo, a medida ocasionou uma redução de multas e mortes, em agosto, tendo como base a média do primeiro semestre do ano.

Os dados são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Procurado pelo Metrópoles, o órgão enviou uma planilha que mostra uma redução significativa – 283 mortes em agosto. Nos outros meses do primeiro semestre de 2019, o menor número foi de 393 óbitos, observado em abril.

Confira:

O presidente determinou que o uso dos equipamentos em rodovias federais fosse interrompido a partir de 19 de agosto. Bolsonaro afirmou que os aparelhos só voltam a funcionar depois da aprovação de normas de fiscalização pelo Ministério da Infraestrutura.

Últimas notícias