Bolsonaro diz que Brasil poderá adquirir vacina da Moderna contra Covid-19

Na quarta (30/12), estudo confirmou eficácia de 94,1% contra a doença. Imunizante já está sendo aplicado nos Estados Unidos

atualizado 31/12/2020 19:31

Presidente BolsonaroImagem cedida ao Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta quinta-feira (31/12), que o governo brasileiro poderá adquirir a vacina contra a Covid-19 mRNA-1273, da Moderna.

Na quarta-feira (30/12), um estudo publicado no New England Journal of Medicine afirmou que o imunizante tem eficácia de 94,1% contra a doença.

O índice é observado mesmo incluindo doenças graves e “além de reações locais transitórias e sistêmicas, nenhuma preocupação de segurança foi identificada”.

“Além da [vacina da] Pfizer, temos uma outra agora da Moderna, que poderá ser adquirida para o Brasil. O que falta? Falta decidir quem vai tomar e quem não vai tomar a vacina”, disse o presidente durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

0

A vacina da Moderna já está sendo aplicada nos Estados Unidos.

De acordo com Bolsonaro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Saúde irão definir se pessoas que foram infectadas pelo novo coronavírus e produziram anticorpos irão ou não receber o imunizante contra a Covid-19.

“Em parte já está definido os grupos [de vacinação]. Tem que acertar com a Anvisa e o Ministério da Saúde quem já foi infectado ou não, para ver se pode tomar ou não porque produziu anticorpo. No meu caso particular, como já fui infectado, já tenho anticorpos, eu não vou tomar a vacina”, disse o presidente.

Últimas notícias