Bolsonaro define eleições de 2022: “É uma luta do bem contra o mal”

Mandatário ainda criticou os mais recentes dados sobre intenções de voto: "Uma pesquisa mentirosa publicada mil vezes não fará o presidente"

atualizado 27/03/2022 12:11

Bolsonaro discursa no evento do PLRafaela Felicciano/Metrópoles

Durante lançamento da pré-candidatura à reeleição, intitulado como “Encontro Nacional do Partido Liberal”, o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o momento representa uma “luta do bem contra o mal”. O chefe do Executivo federal ainda afirmou que uma “pesquisa mentirosa publicada mil vezes não fará o presidente da República”.

“O nosso inimigo não é externo, é interno. Não é uma luta da esquerda contra a direita, é uma luta do bem contra o mal. Nós vamos vencer essa luta, porque eu estaria sempre na frente de vocês”, declarou Bolsonaro.

0

Em outro momento, o mandatário falou sobre pesquisas de opinião recentemente divulgadas, as quais indicam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresenta vantagem no cenário eleitoral. “Uma pesquisa mentirosa publicada mil vezes não fará o presidente da República”, completou.

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (24/3) pelo jornal Folha de S.Paulo mostrou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 43% das intenções de voto para o primeiro turno das eleições deste ano. Já o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 26%.

Evento

Havia expectativa de que o ato descambasse para um comício, o que poderia gerar questionamentos de adversários perante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob alegação de campanha antecipada. Essa possibilidade gerou uma preocupação com o tom do evento. Mesmo assim, na última sexta-feira (25/3), o mandatário da República descartou qualquer mudança no script.

“Está sendo divulgado na internet como se eu tivesse cancelado nosso evento do próximo domingo agora, que é o pré-lançamento da minha candidatura. Está mantido o evento aqui em Brasília, 10h da manhã, domingo. E vamos fazer a nossa parte, o povo que decida”, destacou Bolsonaro em uma cerimônia no Palácio do Planalto.

A solenidade ocorre das 10h às 16h, no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB), na capital do Brasil. Autoridades políticas do PL e ministros de Estado compareceram em peso ao ato da sigla. A primeira-dama Michelle Bolsonaro também esteve presente na cerimônia.

Filiações

Além do lançamento da pré-candidatura, o evento do Partido Liberal também celebra a filiação de figuras políticas aliadas a Bolsonaro – entre elas, o deputado federal Vitor Hugo, pré-candidato ao governo de Goiás, e o ministro da Cidadania, João Roma, que deve disputar o governo da Bahia.

A legenda realizou, nas últimas semanas, “mutirões” para filiar aliados do presidente, em reuniões a portas fechadas na sede nacional do PL, na capital federal. Pré-candidatos têm até dia 2 de abril para definir seus futuros partidários.

Mais lidas
Últimas notícias