Bolsonaristas criam frente “Brasil acima de tudo” dentro do PSL

Os bolsonaristas explicam que esses locais ficarão a cargo desses assuntos para mostrar o posicionamento do próprio parlamentar

atualizado 17/12/2019 19:06

Hugo Barreto/Metrópoles

O líder do PSL, Eduardo Bolsonaro (SP), anunciou nesta terça-feira (17/12/2019) o lançamento de uma frente dentro da própria sigla para “fortalecer e unir” a ala bolsonarista da legenda.

A frente chamada “Brasil acima de tudo”, como referência ao lema de campanha de Jair Bolsonaro (sem partido), será composta por 28 deputados federais e a expectativa, segundo Eduardo, é que ao menos 60% dos deputados estatuais também farão parte do subgrupo do partido.

O grupo nega que a iniciativa seja uma criação de um partido dentro da própria sigla, apesar da frente já ter até um estatuto elaborado. O site do movimento já está no ar (www.frentebrasilacimadetudo.com.br) e será atualizado com as medidas e pautas defendidas pelo grupo.

A frente será organizada por seis coordenadorias, que serão lideradas por alguns dos integrantes: comunicação (Luiz Phillipe De Orleans), mídias sociais (Carla Zambelli), operacional (Filipe Barros), relações institucionais (Bia Kicis), relações político-partidária (Caroline de Toni) e relações policiais e militares, general Girão.

O deputado explica que esses coordenadores ficarão a cargo desses assuntos para mostrar o posicionamento do próprio parlamentar, além de fala perante ao grupo da área especifica.

Com as eleições de 2020, Eduardo conta que os integrantes da frente irão se apoiar nas viagens ao país. “Eu acredito nos valores individuais de cada um. Quero um governante nas cidades os melhores possíveis. Pode fazer apoios, mas só receberá o selo da frente àqueles que serão identificados com nossos valores”.

Últimas notícias