Bahia nega disputa com governo federal por protagonismo em vacinação

Segundo o secretário de Saúde, Vilas-Boas, que tem um contrato para adquirir a vacina russa Sputnik V, as ações do estado visam a prevenção

atualizado 19/01/2021 11:49

Paula Fróes/GOVBA

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, rechaçou a possibilidade de o governo do estado travar disputa com o governo federal pelo protagonismo da campanha de vacinação contra a Covid-19, iniciada nesta terça-feira (19/1) em solo baiano.

A guerra política em torno da vacina tem como principais combatentes Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria. Nesta segunda (18/1), o presidente da República disse que a Coronavac, imunizante produzido pela fabricante chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo paulista, “é do Brasil, não é de nenhum governador”.

Leia mais em Bahia Notícias, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias