Vídeo: Alvaro Dias chama Bolsonaro de “vagabundo” e “malandro”

Ao ser questionado por apoiador do militar da reserva, presidenciável do Podemos rebateu: "Deus me livre. Vocês querem destruir o Brasil?"

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 20/09/2018 11:25

Em vídeo que circula na internet, o candidato à Presidência da República Alvaro Dias (Podemos) ofendeu Jair Bolsonaro (PSL) ao ser abordado por um eleitor. A pessoa responsável pela gravação – ela não se identifica – pede que o senador apoie o militar da reserva em um eventual segundo turno, mas ele logo retruca: “Deus me livre. Vocês querem destruir o Brasil? Isso [Bolsonaro] não sabe nada. É um bandido. Ele é vagabundo”, dispara.

A gravação começa com o eleitor pedindo: “no final, colabora com o Bolsonaro”. Alvaro Dias logo muda o semblante e começa a reclamar do adversário. “Isso não sabe nada. É um bandido. Em 30 anos só fez para ele, e para a família, nada. Ele está quase morto. Não ganha de ninguém no 2º turno. Vocês estão enganados. Eu estou bravo”, prossegue.

Ainda de acordo com Alvaro Dias, o presidenciável do PSL é um “malandro das praias cariocas” e não fará nada pelo Paraná, rebatendo com uma pergunta: “Vocês querem honestidade, ou querem pilantragem?”.

“Vou dizer. Ele é vagabundo. Se não fosse a facada, estaria destruindo ele. Ele é vagabundo”, critica. O eleitor diz entender a colocação de Dias, mas aponta que há candidatos piores. O presidenciável do Podemos finaliza: “É, mas tem que votar no melhor”.

Ao Metrópoles, a assessoria do candidato classificou o ato como uma “reação proporcional a uma provocação descabida”. O fato ocorreu no domingo (16/9) durante agenda de Alvaro Dias em Toledo (PR).

Assista o vídeo 

Pesquisa
O Instituto Datafolha divulgou na quarta-feira (19) nova pesquisa eleitoral com as intenções de votos à Presidência da República. Bolsonaro se mantém na liderança, com 28%. Em segundo lugar vem Fernando Haddad, do PT, com 13%, três pontos percentuais a mais do que o levantamento realizado na semana passada. Alvaro Dias soma 3%.

Últimas notícias