*
 

O advogado-geral da União, Fábio Medina Osório, foi demitido nesta sexta-feira (9/9) pelo presidente Michel Temer (PMDB). Em seu lugar, assumirá Grace Maria Fernandes Mendonça, a primeira mulher a chefiar um ministério na gestão do peemedebista.

A demissão de Medina teria como pano de fundo uma discussão entre ele e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que estaria insatisfeito com diversas ações de Medina no âmbito da AGU. Além disso, o ex-advogado-geral da União estaria com dificuldade para estabelecer diálogo com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), sendo alvo também de inúmeras queixas internas, muitas delas levadas ao Palácio do Planalto.

Na quinta-feira (8/9), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, teria adiantado a demissão do advogado-geral, porém Medina não teria reconhecido a ordem. Para ele, Temer que deveria decidir sobre a saída de um ministro. Após o anúncio oficial do Palácio do Planalto, Grace Maria Fernandes Mendonça passou a ser a mais cotada para assumir o posto. Ela é servidora de carreira da AGU, onde está desde 2001, e responsável pelo acompanhamento das ações no STF, onde tem bom trânsito.

Nascida em 17 de outubro de 1968, a nova advogada-geral da União é natural de Januária (MG) e será a primeira mulher a assumir oficialmente o cargo, segundo a assessoria da AGU.

A nomeação de Grace foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União no início da tarde de sexta. Também foi publicada a demissão de Medina. A posse da nova ministra pode ocorrer na segunda-feira (12).  Trata-se da primeira mudança no primeiro escalão do Executivo Federal desde que Temer deixou de ser presidente interino. (Com informações da Agência Estado)

 

 

COMENTE

AGUeliseu padilhaFábio Medina Osório
comunicar erro à redação

Leia mais: Política