PSL reage a Bolsonaro e pedirá auditoria nas contas da campanha

Nas palavras de um integrante da legenda, foi iniciado um processo que deixará "as vísceras do partido expostas"

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 11/10/2019 23:53

Depois de o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ter pedido nesta sexta-feira (11/10/2019) ao presidente nacional do partido, deputado federal Luciano Bivar (PE), uma relação completa de fontes de receitas, despesas e funcionários, para uma auditoria externa na legenda, o PSL resolveu contra-atacar: vai pedir auditoria nas contas da campanha presidencial do ano passado. As informações são do Blog do Camarotti.

Nas palavras de um integrante do PSL, foi iniciado um processo que deixará “as vísceras do partido expostas”.

Crise
Nesta semana, Bolsonaro e Bivar fizeram declarações públicas que geraram uma crise no partido. Bolsonaro, por exemplo, disse que o presidente do PSL está “queimado para caramba”. Bivar, por sua vez, disse que Bolsonaro “já está afastado” do partido.

A avaliação de alguns integrantes do PSL é que, com o “tiroteio” interno, várias lideranças do partido serão atingidas, causando estrago no grupo de Bolsonaro.

O objetivo desse grupo de deputados ao pedir auditoria nas contas do PSL é tentar encontrar irregularidades que possam servir de argumento jurídico para eles deixarem a legenda sem perder o mandato.

Últimas notícias