Previdência no Senado: CCJ ouvirá Rogério Marinho na segunda, dia 19

Cronograma na comissão de debates sobre a reforma do sistema de aposentadorias prevê 30 dias de análise e discussão do texto

Foto: Andre Borges/Esp. MetrópolesFoto: Andre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 14/08/2019 17:21

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado definiu, nesta quarta-feira (14/08/2019), o calendário de audiências públicas para debater a reforma da Previdência. Nesta quarta, de fato, a proposta de mudanças na aposentadoria começou a tramitar no Senado.

Serão feitos debates durante a semana de 19 a 23 de agosto, com exceção, a princípio, apenas da quarta-feira (21), quando haverá reunião deliberativa da comissão.

A primeira reunião ocorrerá já na próxima segunda-feira (19/08/2019), a pedido do relator, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Serão ouvidos sete convidados, entre eles o secretário Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

“Começamos um trabalho de 30 dias de discussão e votação do relatório da reforma da Previdência, uma matéria complexa que exige muito de nós, com grande senso de responsabilidade”, destacou a presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS).

O senador Paulo Paim (PT-RS) passou a integrar a comissão. Ele pediu que fossem ouvidos representantes de categorias de servidores públicos, policiais, estudiosos e economistas, além do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Últimas notícias