Onyx é exonerado temporariamente para desarquivar projetos na Câmara

A informação sobre o afastamento foi publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (7/2)

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 07/02/2019 9:54

O Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (7/2) traz a exoneração de Onyx Lorenzoni do cargo de ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República. De acordo com a pasta, o afastamento do ministro é temporário. “Ele reassumiu como deputado federal para desarquivar os projetos, como é de praxe em cada nova legislatura. Deve retornar ao cargo de ministro amanhã (sexta-feira) mesmo”, explica.

Na semana passada, Lorenzoni havia sido desligado do governo de Jair Bolsonaro para poder tomar posse como deputado federal na Câmara dos Deputados. A licença ocorreu na sexta-feira (1º/2), dia da posse dos parlamentares do Congresso e de eleições internas, e o retorno ao posto de ministro foi formalizado no domingo (3/2).

Outros três ministros com mandato de deputado federal também foram licenciados dos cargos no Executivo para assumir as funções na Câmara. Tereza Cristina (Agricultura) e Osmar Terra (Cidadania) foram exonerados ainda na sexta, junto com Onyx, e já foram renomeados como ministros.

Já o ministro do Turismo, Marcelo Henrique Teixeira Dias, conhecido como Marcelo Álvaro Antônio, só tomou posse na Câmara nesta quarta-feira (6/2), quando também foi licenciado da pasta do Turismo. Ele estava com atestado médico e não pôde comparecer à sessão do dia 1º de fevereiro, junto com os outros 512 deputados Ele retornou ao cargo de ministro nesta quinta-feira, com a nova nomeação publicada no Diário Oficial.

Últimas notícias