Maia, Guedes e Alcolumbre firmam “pacto” por reforma tributária

A ideia é somar pontos das reformas presentes na Câmara, Senado e no ministério da Economia

Raimundo Sampaio/Especial para o MetrópolesRaimundo Sampaio/Especial para o Metrópoles

atualizado 05/08/2019 15:28

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que o projeto da reforma tributaria que tramitará no Congresso Nacional reunirá os principais pontos dos textos da Câmara dos Deputados e do governo federal.

Segundo o senador, um “pacto” foi estabelecido entre os Poderes, em um almoço na residência oficial na tarde desta segunda-feira (05/08/2019), com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“O Senado tem uma proposta, a Câmara tem uma é o governo tem outra. Nós fizemos um entendimento para construirmos um texto que atenda a todos os interesses”, ressaltou.

Alcolumbre disse que, pelo acordo, ele, Maia e Guedes “discutirão esse texto e o aprimorarão” para fazer uma reforma que “desburocratize a cobrança de impostos”.

Balanço
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que, além do pacto pela reforma tributária, fez um balanço do primeiro semestre do Congresso Nacional em almoço na residência oficial com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Alcolumbre aproveitou ainda para cumprimentar Maia pela aprovação do primeiro turno da reforma da Previdência. Ele celebrou ainda “aproximação fundamental” com o governo, devido à presença de Guedes no almoço. “O ministro Guedes representa a vontade do governo de dialogar com o Parlamento”.

“O objetivo do almoço foi fazer um balanço do primeiro semestre da atuação legislativa, da atuação do poder executivo, dos avanços e das conquistas que o Parlamento proporciona ao país”, acrescentou.

“[O Paulo Guedes] veio fazer uma reflexão da atuação do governo federal. Guedes fala em nome do presidente da República, Jair Bolsonaro. O ministro representa o desejo desse novo governo de dialogar com o Parlamento. E é isso que ele tem feito, dialogado com o Parlamento”, prosseguiu o senador.

O trio conversou também sobre as pautas que deverão ser discutidas no Congresso durante este novo semestre. Alcolumbre ressaltou a importância de dar andamento à reforma tributária e ao pacto federativo após a aprovação da reforma da Previdência.

Últimas notícias