*
 

Futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni afirmou nesta segunda-feira (5/11) que a equipe de transição entre os governos Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro (PSL) já tem 10 grupos técnicos definidos. São eles:

  • Desenvolvimento regional; ciência, tecnologia, inovação e comunicação;
  • Modernização do Estado;
  • Economia e comércio exterior;
  • Educação, cultura e desporto;
  • Justiça;
  • Segurança e combate à corrupção;
  • Defesa;
  • Infraestrutura;
  • Produção sustentável;
  • Saúde e assistência social.

“Esses são os primeiros 10, que serão acrescidos de outros no decorrer desta semana. Amanhã [6] o presidente Bolsonaro estará em Brasília e nos dará mais detalhes dos próximos passos”, disse Lorenzoni.

Além de Onyx Lorenzoni, Marcos Pontes – anunciado como ministro da Ciência e Tecnologia – e o general Augusto Heleno (Segurança Pública) participaram de reunião no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), local onde ocorre a transição de governo.

“A transição sempre é trabalhosa, principalmente quando está previsto um corte de ministérios como agora”, completou o general Heleno. Na ocasião, o futuro ministro afirmou ainda que não há possibilidade de fechar a fronteira entre a Venezuela e Roraima, no norte do país. Ele também garantiu que não existe “nenhuma possibilidade de um golpe militar”.

Nesta segunda (5/11), o CCBB ficou fechado para os jornalistas, apenas os ministros de Bolsonaro tiveram acesso ao local. Onyx Lorenzoni afirmou que o centro cultural ainda passava por reparos para receber de forma oficial a equipe de transição. Segundo disse, ele acompanhará o trabalho do grupo, apesar de o Palácio do Planalto afirmar que o lugar está pronto desde a semana passada. A expectativa é que o serviço no CCBB esteja concluído a partir desta terça-feira (6).