*
 

Vinte e sete nomes que vão trabalhar no governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) foram divulgados nesta segunda-feira (5/11) em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). São 22 indicados pelo presidente eleito e outros cinco pela atual gestão, do presidente Michel Temer.

A lista conta com nomes anunciados anteriormente, entre eles o general da reserva Augusto Heleno e o tenente-coronel da reserva das Forças Armadas e astronauta Marcos Pontes, e o economista Paulo Guedes.

Os atuais presidente e vice-presidente do PSL estão na lista: Gustavo Bebianno e Gulliem Lemos – ou Julian Lemos, eleito deputado federal pelo PSL-PB.

Pelo menos cinco dos 22 nomes são da equipe econômica gerida por Paulo Guedes: o economista do Ipea e doutor pela Universidade de Brasília (UnB) Adolfo Sachsida; os professores da Unifesp e especialistas em contas públicas Arthur e Abraham Weintraub; o expert em tributos Marcos Cintra; e o ex-diretor do BNDES Carlos Alexandre Jorge da Costa.

O cientista político da Universidade de Brasília Antônio Flávio Testa também está ente os nomeados. Ele colaborou com a campanha de Bolsonaro e reuniu-se com o grupo de militares que ajudaram a criar o plano de governo do militar da reserva em Brasília.

Ex-diretor do Banco Central e da Vale, Roberto da Cunha Castello Branco também integra a lista dos 22 anunciados no DOU. Há outros economistas, como o doutor pela UnB Waldery Rodrigues Júnior e o ex-secretário do Tesouro Nacional Carlos Von Doellinger.

Leia abaixo todos os nomes da equipe de transição do novo governo:

Os 22 nomes da transição de Bolsonaro by Metropoles on Scribd