*
 

O deputado federal Francisco Floriano (DEM-RJ) levou a esposa, uma irmã e um filho do traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, conhecido como Marcinho VP, para uma audiência com o ministro da Justiça, Torquato Jardim, em julho deste ano. Na ocasião, o parlamentar pediu ao ministro que revogasse a proibição de visitas íntimas em presídios federais de segurança máxima. O encontro do grupo foi revelado pelo jornal O Globo.

Em entrevista ao periódico, o parlamentar admitiu que organizou a visita e disse que “não teve nada de mais”. A reunião, alegou, não teria durado “mais de quatro minutos”. “Estive com ele [o ministro], reivindiquei e reivindicaria de novo. É um direito de cada cidadão”, afirmou.

Segundo Floriano, os pedidos chegaram por meio de pessoas da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias que têm parentes presos no sistema federal. Durante a audiência, de acordo com o deputado, Torquato teria recomendado que as mulheres procurassem a Justiça – “o caminho não era com ele”.

O congressista ainda afirmou à reportagem que, quando pediu a reunião, antecipou o assunto e avisou da presença de familiares de detentos. Não especificou, no entanto, quem seriam essas pessoas. Procurado por O Globo, o Ministério da Justiça não comentou o caso.

 

 

COMENTE

Torquato JardimFrancisco FlorianoMarcinho VP
comunicar erro à redação