De volta, Bolsonaro vai sancionar posse estendida de arma de fogo

Presidente também confirmou que viajará a Nova York para a abertura da Assembleia-Geral da ONU

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 16/09/2019 21:14

De volta a Brasília após oito dias internado em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, nesta segunda-feira (16/09/2019), que sancionará a lei que permite a posse estendida de arma de fogo em propriedades rurais nesta terça-feira (17/09/2019), último dia do prazo. A previsão era que ele voltasse à presidência apenas no fim da semana.

O projeto foi aprovado no Congresso no fim de agosto. O texto estabelece que a posse passa a valer em toda a extensão do imóvel rural, não mais apenas na residência. Apesar de não ter examinado a matéria, o presidente deve manter a íntegra do texto. “Não vou tolher nenhum cidadão de bem de ter sua posse de arma de fogo”, declarou.

O presidente chegou ao Palácio da Alvorada por volta das 17h20, desceu do carro e respondeu a poucas perguntas de jornalistas. Durante a conversa, afirmou que vai voltar gradualmente ao ritmo de trabalho e confirmou sua ida aos Estados Unidos, prevista para o dia 23 de setembro. Em Nova York, ele participará da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

“Tudo bem. Retomo à atividade 100% depois dos Estados Unidos”, respondeu, ao ser perguntado sobre como se sentia nesta tarde.

No Twitter, pouco depois, o presidente comemorou a recuperação. “Com a graça de Deus, passamos bem por mais um processo cirúrgico decorrente dos reflexos causados pela tentativa de assassinato cometida por ex-membro de partido de esquerda! Finalmente de volta ao conforto do lar, junto à minha filha e voltando ao trabalho! O Brasil tem pressa!”, escreveu.

Últimas notícias