Ciro Gomes ganha apoio de centrais sindicais

Apoio vem em meio à disputa de Ciro pelo voto de movimentos da esquerda. Seus principais oponentes são Fernando Haddad e Marina Silva

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 12/09/2018 18:42

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, ganhou o apoio de quatro das cinco maiores centrais sindicais do país. Força Sindical, União Geral de Trabalhadores (UGT), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Nova Central estarão ao lado do pedetista na corrida presidencial. A informação foi revelada pela Folha de S. Paulo e confirmada pelo Metrópoles.

As entidades lançarão, nos próximos dias, um documento intitulado “Trabalhadores com Ciro”. A formalização do apoio deve ocorrer em ato programado para ocorrer na capital paulista. A data ainda será definida pela equipe de campanha do presidenciável.

O apoio vem em meio à disputa de Ciro pelo voto de movimentos da esquerda. Seus principais oponentes são Fernando Haddad (PT) e Marina Silva (Rede). O petista foi oficializado candidato à Presidência nessa terça-feira (11/9) no lugar de Luiz Inácio Lula da Silva. Desde o início da campanha, o candidato do PDT tem dedicado espaço em sua agenda para lideranças sindicais.

Uma das centrais é liderada por Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força. Candidato à reeleição, o deputado é do Solidariedade (SD), partido integrante da coligação de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República. Paulinho foi candidato a vice-presidente de Ciro na eleição de 2002.

Últimas notícias