*
 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, informou na tarde desta terça-feira (6/11) que ainda estuda qual pasta será designada para o general Augusto Heleno. O oficial da reserva do Exército vinha sendo cotado para ocupar o Ministério da Defesa, mas, segundo Bolsonaro, pode ser destacado para o gabinete de Segurança Institucional (GSI).  “O compromisso é com pessoas que entendam do assunto daquela área”, disse Bolsonaro.

Pela manhã, Augusto Heleno acompanhou Bolsonaro na sessão solene em homenagem aos 30 anos da Constituição Federal. O presidente eleito afirmou que seu corpo ministerial ainda está em construção.

Em entrevista após deixar uma reunião no Ministério da Defesa, Bolsonaro disse que militares poderão ocupar outras pastas. Até o momento, ele confirmou apenas Marcos Pontes para a Ciência e Tecnologia. “Poderia, por exemplo, colocar um general nas relações exteriores”, declarou o futuro presidente. Bolsonaro trabalha com a ideia de ter de 15 a 17 ministérios. Segundo ele, a redução de pastas “é um pedido da sociedade”.