Bolsonaro acredita que pacto federativo passe até março de 2020

Presidente foi ao Congresso levar projetos, com os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 05/11/2019 11:40

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta terça-feira (05/11/2019) que acredita que o pacote de medidas que formam o chamado pacto federativo deve ser aprovado pelo Congresso no primeiro semestre do ano que vem. “No início do ano, até março, no máximo, acredito que nossa proposta se torne realidade”, disse Bolsonaro em discurso dentro da presidência do Senado.

Bolsonaro foi a pé do Palácio do Planalto até o Senado acompanhado de ministros como Paulo Guedes, da Economia, e Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, para entregar o pacote de medidas.

Segundo Bolsonaro, a ideia central das medidas é transferir recursos para Estados e municípios. “Queremos sim visitas de prefeitos e governadores em Brasília, mas visita, não pra pedir. Eles lá embaixo decidirão o que fazer muito melhor que nós”, afirmou.

Antes, o ministro Guedes estimou que, nos próximos cinco anos, a proposta do governo deve garantir até R$ 600 bilhões para estados e municípios. “São as transformações do estado brasileiro pra que ele possa fazer políticas públicas”, disse o ministro.

Últimas notícias