Agressor de Bolsonaro foi detido pela Polícia Federal

Corporação instaurou inquérito para apurar atentado contra presidenciável do PSL

ReproduçãoReprodução

atualizado 06/09/2018 18:55

Um homem foi detido em Juiz de Fora (MG), acusado de ter esfaqueado o candidato à Presidência da República do PSL, Jair Bolsonaro, na tarde desta quinta-feira (6/9). Agentes da Polícia Federal, responsável pela segurança do presidenciável durante a campanha eleitoral, impediram o agressor de fugir e o prenderam em flagrante.

Imagens do momento do ataque mostram o homem tentando escapar e sendo contido por apoiadores do candidato, que o agrediram com socos (foto em destaque e vídeo abaixo). Depois, a PF o prendeu. O suspeito foi identificado como *Adélio Bispo de Oliveira (foto abaixo).

Reprodução

Segundo a corporação, Bolsonaro era escoltado por policiais federais durante sua agenda nesta quinta. Após a prisão, o agressor foi conduzido para a delegacia da PF em Juiz de Fora, onde teria confessado o ataque ao presidenciável.

Cirurgia
A facada atingiu o abdômen de Bolsonaro, que precisou ser submetido a cirurgia. Ele está hospitalizado na Santa Casa da Misericórdia de Juiz de Fora.

 

* Esta matéria foi atualizada com o nome correto do agressor: Adélio Bispo de Oliveira, e não José Adélio Bispo de Oliveira, filiado ao PDT mineiro, que não tem qualquer relação com o ataque a Bolsonaro 

Últimas notícias