*
 

Um ataque de piranhas assustou um grupo de amigos que banhava no Lago Corumbá, em Caldas Novas, no sul de Goiás. Diogo Lucindo, policial rodoviário federal, perdeu parte do dedo mínimo do pé esquerdo durante a investida do cardume ocorrido no sábado (30/3). Porém, ele afirma não ter visto placas de alertas para banhistas no local.

“Estávamos em cinco casais em uma lancha”, contou o policial de 35 anos. “Eu e um amigo decidimos mergulhar, e em menos de cinco minutos senti o puxão. Notamos o movimento delas [piranhas]. Parecia ser um cardume pequeno, umas seis ou oito. Assim que me pegou, a gente subiu no barco pra voltar”, concluiu, segundo o Portal Plural.

Diogo procurou por três guarda-barcos, mas todos negaram que aquele ponto fosse propício a ataque de piranhas. Contudo, o secretário de Comunicação da cidade, João Paulo Teixeira, declara que os quatro pontos de banho público são sinalizados e que o local onde os casais estavam pertence a um clube particular.

O gestor da área disse ainda que a reprodução dos peixes ocorre exatamente nesta época do ano. O policial rodoviário foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) logo após o acidente e deve ficar duas semanas sem trabalhar porque está impossibilitado de calçar sapato fechado.

 

 

COMENTE

brasilpeixespolicialCaldas Novaspiranhas
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil