Polícia prende homem que jogou explosivo em evento de Lula no Rio

O homem arremessou uma bomba com fezes e urina contra participantes de ato com o ex-presidente na Cinelândia. Ninguém se feriu

atualizado 08/07/2022 11:15

André Luiz Stefano Dimitriu Alves de Brito, suspeito de jogar bomba caseira em evento eleitoral de LulaPCRJ/Divulgação

A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou, no fim de quinta-feira (7/7), o homem que arremessou um explosivo contra participantes de ato com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Cinelândia. O recipiente teria fezes e urina. Ele foi detido e autuado pelo crime de explosão.

O suspeito é André Stefano Dimitriu Alves de Brito, de 55 anos. Ele foi preso por agentes do 5º Batalhão da Polícia Militar e, depois, conduzido para a 5ª Delegacia de Polícia.

De acordo com os militares, o artefato arremessado seria um explosivo de festas juninas. Seguranças do evento relataram que havia fezes e urina dentro da garrafa utilizada pelo criminoso.

Após jogar a bomba contra a multidão, o homem tentou fugir, mas foi detido pelos militares. De acordo com a corporação, ninguém se feriu.

Presidente, governador e senador: veja quem são os pré-candidatos nas Eleições 2022

Este é o segundo incidente do tipo em atos com apoiadores de Lula. Em junho deste ano, três pessoas foram detidas após utilizarem um drone para jogar um líquido malcheiroso contra os participantes do lançamento oficial da aliança entre Lula e Alexandre Kalil (PSD), em Uberlândia, Minas Gerais.

Os acusados foram liberados após assinarem Termo Circunstanciado de Ocorrência. De acordo com o trio, o líquido utilizado é uma substância que atrai moscas, utilizada em lavouras.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias