Polícia investiga três hipóteses para morte de ex-ator do SBT

Luiz Carlos de Araújo, conhecido por atuar na novela Carinha de Anjo, foi encontrado morto em seu apartamento com um saco preto na cabeça

atualizado 14/09/2021 19:02

Ator Luiz CarlosReprodução/ Instagram

A Polícia Civil de São Paulo investiga três possibilidades que podem esclarecer a morte do ator Luiz Carlos de Araújo: suicídio, morte por uso de substância tóxica e assassinato. O ator tinha 42 anos e era conhecido por ter atuado na novela Carinha de Anjo, do SBT.

O corpo do ator foi encontrado no apartamento onde morava, pela Polícia Militar, no último sábado (11/9). Luiz Carlos estava sozinho, deitado sobre a cama, de barriga para cima, e com um saco plástico preto na cabeça.

O delegado  Roberto Monteiro explicou a situação: “O ator estava com um saco na cabeça. O que é estranho. Suicídio é uma hipótese. Morte provocada pelo consumo de algo também. E eventualmente homicídio”.

Entretanto, o caso continua sendo um mistério para a investigação.

0
Substância tóxica

De acordo com o G1, foram encontrados remédios e suplementos alimentares na residência de Luiz Carlos. Outras substâncias também foram apreendidas e passariam por exames periciais para saber se sua composição química é tóxica, drogas e se o ator as consumiu.

Os laudos, que conseguirão apontar o que matou o ator, ainda não ficaram prontos. O Instituto Médico Legal (IML) produzirá o laudo necroscópico, enquanto o Instituto de Criminalística (IC) vai elaborar a cena do local em que o corpo foi encontrado.

O caso está sendo investigado como morte suspeita pelo 3º Distrito Policial (DP), Campos Elíseos, no Centro de São Paulo.

Roberto Monteiro afirmou que Luiz Carlos foi encontrado sem sinais de violência aparentes. “Estamos apurando o que pode ter ocorrido com ele. Nenhuma das três hipóteses foi desconsiderada ainda. Estamos trabalhando para apurar a circunstância da morte”, declarou o delegado.

Suicídio

Amigos e parentes do artista foram ouvidos pela Polícia Civil no inquérito que apura a morte dele. Eles relataram que não havia qualquer sinal de que Luiz Carlos estava “triste” ou com “depressão” e que indicassem que ele quisesse tirar a própria vida.

O ator foi descrito pelas testemunhas como alguém que gostava de cuidar da saúde, que praticava exercícios e era mais caseiro. Os investigadores também querem ouvir pessoas que se relacionaram com Luiz Carlos.

Entretanto, a possibilidade de latrocínio – roubo seguido de morte – já foi descartada pela investigação. “Nenhum objeto do ator sumiu do apartamento”, declarou o delegado.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que a morte do artista só foi conhecida no sábado. Amigos de Luiz Carlos tentavam contatá-lo desde quinta-feira (9/9), mas ele não respondia mensagens deixadas em seu celular.

Eles foram ao apartamento, preocupados com a situação, e sentiram um forte odor quando se aproximaram da porta. Chamaram o porteiro e, depois, acionaram a Polícia Militar. Um chaveiro também precisou ser acionado para abrir a porta da residência, que estava trancada.

Homicídio

Os policiais militares encontraram o corpo de Luiz Carlos depois de entrarem no local. O caso foi registrado no plantão do 2º Distrito Policial, Bom Retiro, mas está sendo pelo 3º DP.

A polícia informou que não foram encontradas câmeras de segurança em frente ao edifício. As únicas câmeras encontradas estavam dentro do apartamento do ator. Elas serão periciadas para saber se gravaram algo que possa ajudar na investigação.

Entretanto, ainda não houve indícios de que alguém entrou no apartamento do artista e o matou.

Últimas notícias