Polícia investiga desaparecimento de modelo mirim em São Paulo

Os pais de Emily Dias, 14 anos, disseram à polícia que ela estava em casa e foi sequestrada durante a madrugada de sábado (21/11)

atualizado 22/11/2020 11:23

Arquivo Pessoal

A modelo mirim Emily Dias, 14 anos, desapareceu na madrugada desse sábado (21/11), em Itanhaém, no litoral paulista. A Polícia Civil investiga o caso e informou que a menina estava em casa na última vez em que foi vista pelos pais, por volta das 4h.

Em entrevista ao G1, a mãe de Emily, Dayane Dias, relatou que acordou de madrugada com os latidos do cachorro, em seguida disse ter visto um carro saindo da rua e que a maçaneta da casa estava quebrada.

Ela e o marido se levantaram e foram até o quarto das duas filhas, quando o pai constatou que a adolescente não estava lá. De acordo com o boletim de ocorrência, a porta que dava acesso à cozinha estava aberta e com a maçaneta no chão.

Ao saírem, os pais relataram ter visto um carro seguindo em direção à avenida da praia, a cerca de 300 metros da residência. A mãe ainda alegou à polícia que ouviu a filha gritar por socorro. Eles disseram às autoridades que tinham um bom relacionamento com a jovem, e que não receberam nenhuma informação sobre o paradeiro da filha.

A mãe também disse à polícia que a filha fazia trabalhos como modelo, tendo uma participação em uma novela infantil. Segundo ela, a menina estava sem celular e nenhum item do quarto, como roupas ou objetos, foi levado.

“A gente está desesperado, a gente não está fazendo mais nada a não ser procurar a Emily, não sabemos o que está por trás. Estamos desesperados”, disse a mãe.

Segundo apurado pela reportagem do G1, o Conselho Tutelar acompanha o caso da jovem. A Polícia Civil informou ao portal que o caso foi registrado como sequestro e cárcere privado, pela Delegacia Seccional de Itanhaém. As investigações serão encaminhadas ao 2º Distrito Policial da cidade, responsável pela área dos fatos.

Últimas notícias