Polícia confirma assassinato de mulher desaparecida em aeroporto de Goiás

Seu corpo, porém, ainda não foi encontrado. Dois suspeitos do crime já estão presos, sendo que um deles foi encontrado no Maranhão

atualizado 01/06/2020 8:25

Reprodução

A Polícia Civil de Goiás divulgou, na noite deste domingo (31/04), que Lílian de Oliveira, que desapareceu no aeroporto de Goiânia após retornar de uma viagem internacional, foi assassinada.

Dois suspeitos do crime já estão presos, sendo que um deles confessou a autoria do assassinato. O corpo de Lilian, porém, ainda não foi encontrado.

Lílian desapareceu em 13 de fevereiro, quando retornou de uma viagem a Colômbia. Segundo as investigações, um dos suspeitos buscou a vítima no aeroporto. Ela nunca mais foi vista.

Prisão

Um dos suspeitos pelo desaparecimento de Lílian de Oliveira, de 40 anos, no Aeroporto de Goiânia, foi preso no Maranhão na manhã da última quinta-feira (28/5).

Ele foi encontrado em um hotel na cidade de Buriticupu pela Polícia Civil maranhense. Ronaldo Ferreira era foragido da polícia de Goiás e saiu do estado de carro. Não foram divulgadas informações sobre o segundo suspeito.

Últimas notícias