Viracopos: mãe e bebê são libertados; sniper mata assaltante

O sequestro durou aproximadamente duas horas e, segundo o comandante do Gate, Luiz Augusto, um atirador atingiu Luciano Santos Barros

Divulgação/ViracoposDivulgação/Viracopos

atualizado 17/10/2019 16:12

Um dos suspeitos de participar do roubo em Viracopos, na manhã desta quinta-feira (17/10/2019), foi morto após sequestrar uma mãe e um bebê de 10 meses em uma casa no bairro Vida Nova, em Campinas (SP). O sequestro durou aproximadamente duas horas e, segundo o comandante do Gate, Luiz Augusto, um sniper atingiu Luciano Santos Barros. Foi o terceiro assaltante morto desde o ataque ao aeroporto, no meio da manhã.

A mulher foi encaminhada ao Hospital da PUC com um ferimento na nádega esquerda e o bebê não se machucou. O criminoso morreu no local. Outros dois homens foram mortos durante a fuga do assalto em Viracopos.

A advogada de Luciano, Alessandra Giradi, informou que saiu de São Paulo para ir até o local do sequestro para que o cliente se entregasse. Alessandra afirmou que o homem participou do roubo no aeroporto e iria se entregar, mas foi “executado”.

Assalto
Os criminosos, fortemente armados, invadiram o pátio interno do terminal de cargas do Aeroporto de Viracopos, na manhã desta quinta-feira (17/10/2019), e interceptaram um contêiner que carregava grande quantidade de dinheiro.

O crime ocorreu por volta das 10h20. Os criminosos ainda incendiaram dois caminhões, fechando ambos os sentidos da Rodovia Santos Dumont (SP-75). Houve também a suspensão de pousos e decolagens no local.

Últimas notícias