“Sou ladrão e vacilão”: jovem que teve testa tatuada é preso por furto

Ruan Rocha da Silva, de 22 anos, foi preso por furto na manhã deste domingo (27/11) em Cotia, Grande São Paulo

atualizado 28/11/2022 7:40

Ruan Rocha da Silva teve a testa tatuada em 2017 com a frase "sou ladrão e vacilão" Reprodução

O jovem que teve a testa tatuada, há cinco anos, com a frase “sou ladrão e vacilão”, Ruan Rocha da Silva, de 22 anos, foi preso na manhã deste domingo (27/11), por suspeita de furtar uma casa em Cotia, na Grande São Paulo.

Segundo a Guarda Civil de Cotia, Ruan teria pulado a janela do banheiro e, em seguida, foi encontrado na sala do apartamento. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

O rapaz foi encaminhado à delegacia. Havia um outro mandado de prisão no nome de Ruan por suspeita de roubo.

Em 2017, o jovem foi torturado e teve a testa tatuada após ser acusado de furtar uma bicicleta. Dois homens – o tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis e o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo – foram presos e condenados por lesão corporal gravíssima e constrangimento ilegal.

Depois do episódio, Ruan chegou a ser internado em uma clínica de reabilitação, mas abandonou o tratamento. Em 2018, Ruan já havia sido detido em flagrante após furtar desodorantes de um mercado em Mariporã, São Paulo.

Mais lidas
Últimas notícias