*
 

A Polícia Federal prendeu, no Aeroporto Internacional de São Paulo, nesta quinta-feira (7/6), uma passageira tentando embarcar para a África com drogas no corpo. Uma mulher, que estava trancada em cativeiro pelo mesmo traficante que organizava a transição das drogas, também foi encontrada e libertada pela corporação.

Em fiscalização de rotina, os agentes identificaram a passageira suspeita na fila do check-in. Ela foi entrevistada e conduzida para revista em seus pertences e busca pessoal. Na ação, a polícia percebeu que a mulher levava algo suspeito atado às pernas.

Na delegacia, os peritos federais removeram os volumes de seu corpo, totalizando quatro pacotes envoltos em fita adesiva, que continham um quilo de cocaína. Com base nas informações obtidas no depoimento da suspeita, que assinou acordo de delação premiada, e documentos arrecadados, foi realizada diligência ao local onde a estrangeira, nacional da África do Sul, ficou hospedada.

Na residência, localizada na zona leste da cidade de São Paulo, a equipe de policiais encontrou com outra mulher, nacional do Suriname, mantida em cárcere privado, um pacote contendo um quilo de cocaína e uma balança de precisão. A mulher disse aos policiais que foi aliciada por um homem para passar férias no Brasil, mas que ficou no local, que aparentava ser perigoso, e tinha medo de sair.

Ela afirmou que presenciou quando o seu aliciador, um homem que ela reconheceu pela foto do passaporte nigeriano encontrado na residência prendeu a droga nas pernas de uma outra mulher, momento em que começou a pensar em fugir. Após ser ouvida pela autoridade ela foi liberada.

As investigações prosseguem com o objetivo de encontrar e prender o traficante, responsável pela droga e aliciamento das mulheres. A sul-africana presa, será encaminhada ao presídio estadual onde permanecerá à disposição da Justiça, respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas. Com informações da Polícia Federal.