Veja imagens de agressão sofrida por médica que reclamou de festa no Rio

Ticyana D’Azambujja, de 35 anos, prestou queixa nesse sábado (30/05) por agressão. Episódio ocorreu no Rio de Janeiro (RJ)

atualizado 02/06/2020 9:42

Ticyana D’Azambujja, de 35 anos, conta ter sido espancada nesse sábado (30/05)Reprodução

Uma médica da linha de frente do combate à Covid-19 contou ter sido espancada em meio a uma confusão em Grajaú, zona norte do Rio de Janeiro (RJ), após reclamar de uma festa. As informações são do portal G1.

Ticyana D’Azambujja, de 35 anos, disse que os eventos são comuns na casa da vizinha e que, nesse sábado (30/05), não aguentou mais o barulho. Ela tentou fazer justiça com as próprias mãos e quebrou o vidro de um carro.

O grupo que estava reunido na casa da vizinha teria, então, espancado a médica. Imagens do momento da confusão mostram um homem levando Ticyana nas costas, que é acompanhada por outras duas pessoas. Veja:

0

A profissional de saúde chegou na delegacia, de acordo com a reportagem, com uma mão engessada e a outra, imobilizada, assim como as pernas. Ela prestou queixa por agressão. A Polícia Civil investiga o caso.

“Num ato inconsequente, irracional e impensado eu quebrei o vidro de um carro que estava parado na calçada. Assim, eu pensei que pelo menos eles iriam sair e a gente poderia tentar conversar. Só que não pensei que cinco marmanjos iriam tentar me matar”, disse.

Últimas notícias