Jovem é assediada no ônibus e vídeo vai parar em site pornô

Pelo Twitter, ela denunciou a exposição e disse que procuraria a polícia

ReproduçãoReprodução

atualizado 28/01/2020 14:30

Depois de ser assediada em um ônibus em São José dos Campos (SP), uma mulher teve de lidar com outra situação abusiva ao ter sido gravada durante a situação e exposta em um site pornô. A denúncia foi feita pela própria jovem no Twitter, junto a um pedido de ajuda para divulgar o crime.

“Fui assediada. Isso porque eu saí de casa pra estudar”, afirmou ela. “Ser mulher é ter medo de ir pra rua correr atrás do próprio futuro. Sabem o pior? Gravaram o assédio. Fui parar num site pornô. Estou sem chão, não tenho psicológico pra lidar com isso.”

O Metrópoles buscou o vídeo pelo título, que aparece em um print postado por ela, e o conteúdo havia sido deletado. Na imagem, é possível vê-la olhando para outro lado.

Segundo a jovem, ela estava a caminho de um simulado. O assediador teria por volta de 55 anos, na sua descrição, era branco, alto e tinha cabelo loiro: “Estou compartilhando para alertar outras mulheres”, escreveu.

Também pelo Twitter, ela anunciou que procuraria uma delegacia ainda nesta terça-feira (28/01/2020). De acordo com ela, o namorado fez buscas pelo vídeo e o encontrou em mais de cinco sites, contabilizando mais de 70 mil visualizações. Apesar de se dizer “sem chão”, ela agradeceu o apoio dos seguidores.

“Tem muita gente perguntando sobre o que aconteceu. Galera, eu tô bem. O que me deixa triste é saber que tô acostumada com isso. Mas façam o favor de não ficar divulgando o vídeo, porque eu quero isso apagado. Vou atrás da justiça justamente pra isso. Não alimentem o fetiche de doentes”, pediu a jovem.