Ceará registra 51 assassinatos em 48 horas de motins de PMs

Levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Ceará mostra que foram registrados 8,9 homicídios por dia em fevereiro

Reprodução

atualizado 21/02/2020 14:47

Em meio aos motins de policiais militares, o número de assassinatos aumentou do dia para a noite no estado do Ceará. Foram registradas 51 mortes nas últimas 48 horas, segundo informações do portal G1.

Dados consolidados pelo Metrópoles junto à Secretaria de Segurança Pública do Ceará (SSP-CE) mostram que, em média, o estado teve 8,9 homicídios por dia neste mês.

Para se ter uma ideia, até 18 de fevereiro, 160 pessoas morreram brutalmente no Ceará. No mesmo período de janeiro, foram 155 mortes.

Só em 18 de janeiro, 17 crimes violentos letais foram provocados. Veja a linha histórica entre 1º e 18 de fevereiro:

Os números não foram consolidados e, portanto, podem sofrer uma leve alteração. A SSP-CE informou que a divulgação oficial ocorre apenas no final do mês. Veja o relatório diário aqui.

Entenda
Os protestos da Polícia Militar cearense se inflamaram após uma proposta de reestruturação salarial da categoria promovida pelo governo estadual, chefiado pelo petista Camilo Santana.

Desde a terça-feira (18/02/2020), policiais encapuzados estão investindo contra quartéis e viaturas da corporação para a qual trabalham.

Na quarta (19/02/2020), um grupo amotinado circulou em viaturas pela cidade de Sobral, a 230 km de Fortaleza, ameaçando comerciantes a fechar as portas.

No estopim da manifestação, o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE), apoiador do governo de Camilo Santana no estado, foi atingido por dois tiros de arma de fogo e parou no hospital.

Nessa quinta-feira (20/02/2020), o governo federal autorizou o emprego das Forças Armadas para operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado.

Últimas notícias