*
 

Criminosos atacaram a tiros uma base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Caju, na zona portuária do Rio, na tarde deste domingo (10/9). Ninguém se feriu, e os tiros não chegaram a causar estragos consideráveis. Eles também atiraram contra carros de policiais que trabalham nessa UPP. Em seguida, um ônibus foi incendiado na altura do viaduto Ataulfo Alves, que liga a avenida Brasil à Rua Prefeito Olímpio de Melo, em Benfica, na mesma região.

A PM reforçou o policiamento no local, mas, até as 19h deste domingo (10), ninguém havia sido preso. Segundo a Polícia Militar, o ataque à UPP e aos coletivos foi represália à morte de um suposto traficante, durante um tiroteio com policiais militares, na noite de sábado (9).

Por volta das 23h30 de sábado (9), policiais que faziam patrulha de rotina pelo Caju foram atacados por criminosos quando passavam pela Rua Paraná. Os PMs revidaram e um suspeito foi baleado. Levado à Casa de Saúde Bonsucesso, em Manguinhos, na mesma região, ele acabou morrendo. Seu nome não havia sido divulgado até este domingo (10), mas segundo a PM seria um líder do tráfico de drogas na região. Os outros criminosos conseguiram fugir.

A polícia afirmou ter apreendido com o morto uma pistola calibre 38, munições, 130 trouxinhas de maconha e 110 pinos de cocaína.

 

 

COMENTE

Rio de JaneiroMortetraficante
comunicar erro à redação

Leia mais: Polícia