*
 

Um homem matou um amigo e feriu outro durante um surto psicótico na madrugada deste sábado (10/3), no Rio de Janeiro. Os disparos foram efetuados dentro do carro. O autor dos dipsaros, que é dentista, afirma não se lembrar de nada do que aconteceu. A arma pertencia a um policial, que fazia parte do grupo de amigos.

Segundo o jornal Extra, eles voltavam de uma festa, por volta de 5h, quando o crime aconteceu. Um dos ocupantes do carro, Rafael Marques, estacionou o veículo e subiu ao seu apartamento para trocar de roupa. Quando voltou, encontrou os amigos feridos. Conforme o relato de testemunhas, ele disse que teria ouvido “vozes” dizendo que deveria matar todo mundo.

Nelson Marques Neto morreu na hora. Outro homem ficou ferido na cabeça e está internado em estado grave em um hospital na cidade de São Gonçalo. O dentista foi encaminhado para a delegacia. Ele foi submetido a um teste toxicológico para ver se estava sob efeito de drogas e será investigada a possibilidade de ele ter tido um surto psicótico.

Ao jornal, a delegada responsável pelo caso, Bárbara Lomba, disse que o homem não conseguiu contar ao certo o que aconteceu. “Todos estão abalados. É preciso esperar ao longo da investigação”, afirmou.