PM localiza carro roubado de jornalista assassinado em Abadia de Goiás

Ninguém foi preso até o momento. Polícia Civil e familiares da vítima, que também era artista plástico, se baseiam na hipótese de latrocínio

atualizado 30/12/2020 11:51

Polícia Civil de Goiás encontrou o carro roubado do jornalista Eduardo JordãoPCGO/Divulgação e Arquivo pessoal

A Polícia Militar de Goiás localizou, na manhã desta quarta-feira (30/12), o veículo Gol roubado do jornalista Eduardo Ramos Jordão, de 77 anos, que foi encontrado morto na chácara onde morava sozinho, em Abadia de Goiás. O carro foi abandonado no Jardim Itaipu, em Goiânia, e está sendo periciado por equipes do Instituto de Criminalística. O delegado que investiga o latrocínio (roubo seguido de morte) acompanha o trabalho dos peritos.

Os criminosos levaram o carro, alguns objetos pessoais e uma quantia de dinheiro em espécie, por isso, a suspeita preliminar é que o caso trata-se de latrocínio. O delegado Arthur Fleury confirmou a hipótese de que a vítima foi morta a pauladas.

Confira a matéria completa no site Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias