metropoles.com

PF acha indícios de corrupção na Codevasf, estatal ligada ao Centrão

Investigações identificaram que um gerente da estatal comandada pelo Centrão teria recebido R$ 250 mil de empresa acusada de fraude

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução/Redes Sociais
Foto da fachada da sede da Codevasf - Metrópoles
1 de 1 Foto da fachada da sede da Codevasf - Metrópoles - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Agentes da Polícia Federal encontraram indícios de corrupção na estatal Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), empresa controlada por integrantes do Centrão e aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Os indícios apontam que há fraudes e desvio de recursos públicos da estatal por membros do alto escalão da empresa.

Segundo a Polícia Federal, um dos gerentes da empresa pública no Maranhão foi acusado de receber R$ 250 mil de empresas ligadas e investigadas por fraudes em licitações do governo.

O encarregado da estatal foi alvo da operação Odoacro, que investiga a fraude de licitações da empreiteira Construservice. Durante a ação dos agentes em julho, foram realizadas busca e apreensão na superintendência da Codevasf no Maranhão.

Em comunicado encaminhado ao Metrópoles, a estatal declara que colabora com o trabalho da Justiça e que o acusado de receber dinheiro de empresas investigadas foi afastado de suas atividades na empresa.

A PF informa que em nova desdobramento da operação Odoacro visa desarticular o núcleo da “organização criminosa composto por servidores públicos que auxiliavam nas fraudes licitatórias e no desvio de recursos públicos”.

Segundo a Polícia Federal, o grupo investigado criava empresas de fachada para concorrer a licitações e fazer da empreiteira investigada a vencedora de contratos milionários com a Codevasf.

A Codevasf recebeu bilhões de reais em emendas parlamentares nos últimos anos e começou a operar também em obras de pavimentação e na entrega de maquinários, além das de irrigação do Nordeste.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações