Petrópolis: rapaz que perdeu mãe e tios busca a irmã após novas chuvas

Diogo do Valle perdeu a mãe no temporal passado, em fevereiro, e agora irmã está sumida. Famílias buscam por parentes desaparecidos

atualizado 21/03/2022 17:55

Chuvas voltam a castigar Petrópolis na noite de domingo. Bombeiros retiram corpo de vítima do deslizamentoAline Massuca/Metrópoles

De Petrópolis – Pela segunda vez, Diogo do Valle, 24, sofre com as chuvas em Petrópolis, região serrana do Rio. Ele perdeu a mãe e dois tios no temporal passado, em fevereiro. Agora, busca a irmã, Miriam Gonçalves do Valle, 42. Ela desapareceu junto com o marido, Antônio, nas enchentes da noite de domingo (20/3), que deixaram pelo menos seis mortos.

“É muito difícil. Enterramos nossos parentes há um mês, e agora aconteceu isso tudo de novo. Falamos com eles algumas horas antes, ligamos, pedimos para sair, mas depois não conseguimos falar mais”, disse Diogo, ao Metrópoles.

Minutos antes de tudo desabar, Miriam fez um vídeo da chuva e postou nas redes sociais. O vizinho, que foi embora, também alertou ela e Antônio para irem embora, mas não adiantou.

0

“Ela era uma pessoa muito agarrada com as coisas dela, não queria depender de ninguém”, conta. Antônio acabou resgatado com vida na manhã desta segunda (21/3) e está internado no Hospital Santa Tereza, centro de Petrópolis.

“O Antônio escutou um barulho de uma rachadura, mas quando deduziu que poderia estar caindo, veio tudo abaixo. Não deu tempo de tirar ninguém. Ele está nervoso, preocupado, mas está sendo cuidado pelos médicos”, explicou Diogo.

Antes do desastre, o casal entregou os dois filhos, de 8 e 10 anos, para o padrinho. As crianças saíram de casa 30 minutos antes da tragédia.

Em busca de parentes

Ana Lúcia do Nascimento Caudara, 47, também vive um tormento. Ela foi até a Rua Washington Luiz saber informações de parentes. Ela é prima do professor universitário Nelson Ricardo Ferreira da Costa e sobrinha de Heloisa Helena Caldeira da Costa, que morreram após o desabamento de uma casa amarela.

“Todo mundo está arrasado, chocado com a situação. A filha da minha tia e a irmã do meu primo não conseguiram chegar a tempo para ajudar. É um choque pra família”, disse Ana Lúcia ao Metrópoles.

Outra vítima do desabamento da residência é o professor da UFRJ Mario Augusto Queiroz Carvalho, que estava com Nelson e Heloísa.

“Meu irmão estava na casa, veio ajudar a família na hora da chuva, mas o imóvel desabou”, disse Isabel Carvalho, irmã de Mario Augusto.

Minutos depois, o cachorro de Mario e de Nelson foi resgatado com vida pelo Corpo de Bombeiros. Ele vai ficar sob os cuidados de Isabel, assim que se recuperar dos ferimentos.

Mais lidas
Últimas notícias