Parentes ainda não retiraram corpo de Lázaro do IML de Goiânia 

Um dia horas após a morte do criminoso, cadáver ainda aguarda liberação. Isso depende da presença de um familiar 

atualizado 29/06/2021 10:28

Lázaro BarbosaReprodução

Goiânia — Vinte e quatro horas após a operação que levou à prisão e morte do criminoso Lázaro Barbosa de Souza, de 32 anos, o corpo dele permanece no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia. Ele já foi identificado por impressões digitais, mas ninguém da família apareceu ainda para a liberação do corpo até as 10h desta terça-feira (29/6).

“Corpo do Lázaro está liberado desde ontem (segunda, 28/6), no fim da tarde. Só falta a família buscar”, diz o perito criminal e superintendente de Comunicação da Polícia Técnico-Científica de Goiás, Ricardo Matos.

0

Lázaro Barbosa vinha sido procurado há 20 dias no Entorno do Distrito Federal por uma força policial com cerca de 270 agentes após cometer crimes em série na região. Em confronto com forças policiais, ele foi morto na manhã dessa segunda-feira (28/6).

Ele foi alvejado pelo menos 38 vezes. O corpo do criminoso foi transferido sob escolta da cidade do Entorno do DF para a capital goiana. Os policiais dispararam 125 tiros antes de o criminoso ser morto em uma região de Águas Lindas (GO), cerca de 20 quilômetros da base montada pela força-tarefa em Girassol. O corpo chegou ao IML por volta das 13h30.

A família ainda não confirmou sobre a retirada do corpo do IML da capital goiana. A intenção seria sepultar Lázaro Barbosa no município de Cocalzinho de Goiás, no Entorno do DF.

Mais lidas
Últimas notícias