Pangaré cansado é liberado de carroça com ajuda da atriz Paula Burlamaqui

Paula Burlamaqui fez queixa à Comissão de Defesa dos Animais da Câmara do Rio. O dono do cavalo foi preso em flagrante e será indiciado

atualizado 26/08/2021 19:52

Após denúncia de atriz, cavalo sofrendo maus-tratos é resgatado no Rio (1)Reprodução

Rio de Janeiro – Um cavalo que vinha sofrendo maus-tratos e sendo usado por carroceiro para frete com tração animal foi resgatado durante operação da Comissão de Defesa dos Animais da Câmara do Rio de Janeiro, agentes da Vigilância Sanitária e policiais civis. A ação aconteceu na tarde desta quinta-feira, no bairro de Curicica, na zona oeste.

O presidente da Comissão, vereador Luiz Ramos Filho, recebeu a denúncia da atriz e militante da causa animal Paula Burlamaqui. O dono do cavalo foi preso em flagrante e será indiciado pelo crime de maus-tratos a animais. A tração animal é proibida no Rio pela lei municipal 3350/2001.

0

“Temos recebido muitas denúncias da prática ilegal da tração animal em vários bairros da cidade, principalmente na zona oeste. Além da maldade com o animal, que é escravizado e obrigado a puxar carroças com quantidades absurdas de entulho e material de construção, essa prática causa um dano grande à cidade. O carroceiro retira o entulho de um ponto e descarrega em qualquer lugar, emporcalhando as ruas. Precisamos impedir esta prática tão cruel e danosa”, afirmou o vereador Luiz Ramos Filho (PMN).

O animal, uma égua, puxava uma carroça com terra e entulho, pela estrada dos Bandeirantes. A égua foi levada para o Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio.

O dono do animal disse que tirava da exploração daquele animal o seu sustento. “Trabalho com cavalo desde que nasci. Tenho sete filhos pra alimentar”, ponderou.

“Essas pessoas precisam arrumar outra fonte de renda. Não é possível continuar explorando o trabalho dos animais”, disse Ramos Filho.

Mais lidas
Últimas notícias