Paes “facilita o trabalho da assessoria” e rebate crítica de Carlos Bolsonaro

Prefeitura do RJ exigirá comprovante de vacinação da Covid em locais coletivos, como academia, cinema e estádio, a partir de 1 de setembro

atualizado 27/08/2021 12:14

Rio de Janeiro (RJ), 21/11/20. Eduardo Paes conversa com Raquel Sheherazade para o Metrópoles Entrevista. Eduardo Paes, candidato à prefeitura do RJ. Foto: Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

Rio de Janeiro – O vereador Carlos Bolsonaro não gostou das novas medidas impostas pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, em relação à pandemia da Covid-19.

Nesta sexta-feira (27/08), a prefeitura do RJ anunciou que será exigido comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrada em locais de uso coletivo, como cinema, academia, estádio.

A nova medida começa a partir do dia 1° de setembro na cidade. Carlos Bolsonaro usou o seu perfil no Twitter para criticar o novo decreto municipal e afirmou que iria “alinhar providências com sua assessoria”.

“Em contato com nossa assessoria para alinhamento de providências a serem tomadas quanto ao Decreto 49335/21 do Prefeito do Rio de Janeiro (Eduardo Paes), publicado hoje, criando o “passaporte sanitário”, pois a matéria vai na contramão do que rege a Constituição”, escreveu o filho do Presidente.

O prefeito Eduardo Paes, então, respondeu Carlos Bolsonaro na mesma rede social, mas com tom de ironia:

“Para facilitar o trabalho da assessoria, seguem as providências a serem tomadas: Providência nº 1: tomar a 1ª dose! Providência nº 2: tomar a 2ª dose! Vacinas compradas e entregues pelo Governo federal via @minsaude. Obrigado @mqueiroga2 #boravacinar”, escreveu o chefe do executivo carioca.

Comprovante a partir de setembro

A nova medida começa a valer dia 1º de setembro. Esse comprovante pode ser a carteira de vacinação digital do ConecteSUS ou um papel timbrado da Secretaria Municipal de Saúde. As pessoas que tomaram apenas a primeira dose e esperam pela segunda também precisam mostrar que ainda não chegou a sua vez.

Confira os locais que vão passar a exigir o comprovante de vacinação:
  • academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e de condicionamento físico e clubes sociais;
  • vilas olímpicas, estádios e ginásios esportivos;
  • cinemas, teatros, salas de concerto, salões de jogos, circos, recreação infantil e pistas de patinação;
  • atividades de entretenimento, exceto quando expressamente vedadas;
  • locais de visitação turísticas, museus, galerias e exposições de arte, aquário, parques de diversões, parques temáticos, parques aquáticos, apresentações e drive-in;
  • conferências, convenções e feiras comerciais.

Últimas notícias