Orla de Copacabana é tomada por manifestantes pró-Bolsonaro

Manifestação se concentrou na altura do Posto 5 neste 7 de setembro. Um jovem do Leblon foi preso com uma faca e outros objetos em protesto

atualizado 07/09/2021 13:19

Manifestantes se aglomeraram na orla da praia, a maioria sem máscaraAdriana Cruz/Metrópoles

Rio de Janeiro – Ponto central das manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a Praia de Copacabana é tomada por manifestantes na manhã deste 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil. Os bolsonaristas se concentram no posto 5 da orla carioca, na zona sul do RJ.

Um guindaste ergue uma bandeira de aproximadamente 12 metros na Avenida Atlântica, que tem carros de som entre os postos 5 e 4 da Praia de Copacabana. Os apoiadores usam camisetas com frases a favor de Bolsonaro, cartazes em inglês e português com críticas ao STF e ministros e de apoio ao presidente da República.

0

Há muita aglomeração e muitas pessoas sem máscara, mesmo com a obrigatoriedade devido à pandemia da Covid-19. Um homem passou mal e foi socorrido em uma ambulância. Mas a grande maioria presentes estavam eufóricos com a manifestação A professora universitária Ester Iack, de 54 anos, foi uma delas.

“Espero paz e que as pautas sejam alcançadas e que tenhamos liberdade de expressão”, alegou a professora, que saiu da Tijuca, zona norte.

Comércio de produtos

O autônomo Luiz Fernando Oliveira Cruz Lopes, de 30 anos, foi um dos manifestantes no ato no Rio. Para ele, o dia começou cedo na porta da estação Cardeal Arcoverde com a venda de bandeiras.

“Vim com 200 bandeiras do Brasil e já vendi 150, cada uma custa R$ 15. Estou com Bolsonaro. Apoio às manifestações pacíficas”, afirmou o ambulante, que mora em Campo Grande e chegou à porta da estação do metrô, às 7h40.

Um grupo de motociclistas saiu em frente ao Estádio Maracanã, na Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. Eles chegaram na praia pouco depois das 10h da manhã para o ato bolsonarista. Alguns apoiadores usaram os próprios cães com roupas exaltando o presidente.

Jovem do Leblon é preso

Ainda durante a manifestação, um homem foi preso com um facão em Copacabana. O jovem Eduardo Napoleão Richer Filho, de 20 anos, é morador do Leblon, também na zona sul do RJ. O rapaz foi levado para 9ª DP (Catete) onde está sendo centralizado os flagrantes.

Na mochila encontrada com o jovem ainda havia uma máscara da série “La Casa de Papel”, além de outros objetos.

0

Mais lidas
Últimas notícias