Operação encontra 36 trabalhadores em situação análoga à escravidão

Sete empresários foram autuados, multados e podem pegar até oito anos de prisão

atualizado 08/10/2020 10:45

Divulgação/Superintendência do Trabalho

Uma operação da Superintendência Regional do Trabalho flagrou 36 trabalhadores, entre eles três adolescentes, em situação análoga à escravidão em sete empresas na região sudoeste do estado. As pessoas trabalhavam na produção de carvão e na extração de eucalipto e pedra portuguesa.

As irregularidades foram encontradas em sete empresas nos municípios goianos de Catalão, Campo Limpo de Goiás, Joviânia e Vicentinópolis. De acordo com a superintendência, eles não possuíam registro e nem recebiam direitos trabalhistas.

Leia mais em Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias