Operação em GO prende 8 pessoas por pornografia infantil na internet

Segundo a Polícia Civil, essa foi a primeira de uma série de operações que se intensificarão até o dia 18/5; ação ocorre em 6 cidades

atualizado 04/05/2021 11:44

Policiais durante Operação Meu Zeloso Guardador, da Polícia Civil de Goiás, contra pornografia infantil na internetDivulgação/Polícia Civil de Goiás

Goiânia – Oito pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil de Goiás, na manhã desta terça-feira (4/5), por suspeita de envolvimento em um esquema de pornografia infantil na internet. Até o momento, além dos mandados de prisão, foram cumpridos 10 mandados judiciais de busca e apreensão domiciliar em vários municípios do estado.

Entre os presos estão dois irmãos de Anápolis. Um dos detidos, na cidade de Bonópolis, no norte do estado, também foi autuado por posse irregular de arma de fogo. Os demais foram presos em flagrante por compartilhamento e posse de imagem pornográfica infantil.

A Operação Meu Zeloso Guardador – Etapa IV ocorreu nas cidades goianas de Goiânia, Anápolis, Morrinhos, Jataí, Inhumas e Bonópolis. A ação envolve policiais da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC) e Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente de Goiânia (DPCA).

Nos endereços, foram identificados usuários de internet que teriam compartilhado vídeos pornográficos infantis através de softwares específicos para envio e recebimento desse conteúdo criminoso.

0
Prisões

De acordo com a polícia, esta é mais uma etapa da Operação Meu Zeloso Guardador que, iniciada em 2018, já resultou na prisão em flagrante de ao menos 50 pessoas por envolvimento em esquemas de pornografia infantil na internet. Ao todo, foram cumpridos 93 mandados de busca e apreensão em 22 cidades de Goiás.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a operação marca o início de uma série de ações coordenadas pela DPCA de Goiânia, que se intensificarão até o dia 18 de Maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil.

Últimas notícias