Operação da PF em seis estados combate fraude no auxílio emergencial

As ações ocorrem nos estados da Bahia, do Ceará, do Maranhão, de Mato Grosso, do Pará e de Santa Catarina

atualizado 22/07/2021 8:24

Operação da PF combate fraude no auxílio emergencialPolícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (22/7), a Operação Animus Fraudandi, de combate às fraudes em benefícios emergenciais pagos durante a pandemia.

São cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e quatro de sequestro de bens, perfazendo um total de aproximadamente de até R$ 60 mil bloqueados por determinação judicial.

As ações ocorrem nos estados da Bahia, do Ceará, do Maranhão, de Mato Grosso, do Pará e de Santa Catarina, com a participação de aproximadamente 120 policiais federais.

A Polícia Federal deflagrou 114 operações visando o combate às fraudes aos benefícios, com a expedição de mais de 443 mandados de busca e de 50 de prisão.

0

A operação foi batizada Animus Fraudandi, expressão latina que significa “intenção de fraudar”, por remeter ao caráter fraudulento e intencional dos desvios de valores identificados no curso das investigações.

Os trabalhos são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, o Ministério Público Federal, o Ministério da Cidadania, a Caixa, a Receita Federal, a Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Últimas notícias