metropoles.com

Onda de calor: veja estados com altas temperaturas nos próximos dias

Baixa umidade acompanha o calor intenso; cada um dos fenômenos afeta mais de 10 unidades federativas

atualizado

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
Pessoas caminham na orla do Lago Paranoá. O sol nasce ao fundo da imagem calor
1 de 1 Pessoas caminham na orla do Lago Paranoá. O sol nasce ao fundo da imagem calor - Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Onda de calor combinada com baixa umidade. Os dois fenômenos vão fazer o país sofrer, pelo menos até a próxima terça-feira (14/11). As altas temperaturas atingirão pelo menos 13 estados, enquanto a secura afetará 11 unidades da Federação, inclusive o Distrito Federal.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) elevou, na sexta-feira (10/11), a previsão climática do fim de semana para a categoria de alerta laranja. Seis estados vão enfrentar tanto o calor quanto a baixa umidade: Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Mato Grosso.

É válido destacar que a categoria de alerta laranja é justamente a que indica perigo real, que pode expor riscos à saúde.

0

A expectativa é que, com a onda de calor que atinge o país, as temperaturas estejam até 5°C acima da média nos próximos dias. Enquanto isso, a baixa umidade relativa do ar que a acompanha e varia de 20% a 12%. Os estados mais afetados são os pertencem às regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte do país.

Os termômetros devem superar 40°C em diversas cidades da Região Centro-Oeste.

Veja quais são as 13 unidades federativas que devem redobrar a atenção para o alerta laranja de onda de calor neste fim de semana:

  • Paraná;
  • Minas Gerais;
  • Espírito Santo;
  • Goiás;
  • São Paulo;
  • Tocantins;
  • Mato Grosso;
  • Pará;
  • Rondônia;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Rio de Janeiro;
  • Amazonas; e
  • Bahia.

Saiba quais são os 11 estados em alerta laranja para umidade do ar:

  • Ceará;
  • Piauí;
  • Pernambuco;
  • Paraíba;
  • Bahia;
  • Goiás;
  • Minas Gerais;
  • Mato Grosso do Sul;
  • São Paulo;
  • Mato Grosso; e
  • Distrito Federal.

O Inmet emitiu, na quarta-feira (8/11), um alerta amarelo para cinco estados, por conta de uma possível exposição de risco à saúde dos brasileiros.

Baixa umidade

Os brasileiros, portanto, devem se atentar ao ressecamento da pele e ao desconforto nos olhos, na boca e no nariz.

Autoridades recomendam à população ingerir bastante líquido, evitar atividades físicas, evitar a exposição ao Sol nas horas mais quentes do dia, usar hidratante e umidificador, e, se tudo mais falhar, buscar informações junto à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros.

Onda de calor e El Niño

fenômeno El Niño, que se caracteriza pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico, ocorre a cada cinco e sete anos, e afeta diversos países — entre eles, o Brasil. O El Niño contribui para que a primavera e o verão registram temperaturas em torno ou acima da média, favorecendo períodos prolongados de calor mais intenso. Com o aquecimento global, os impactos nas temperaturas tendem a aumentar.

aquecimento global, que pode intensificar o El Niño, é causado pelo acúmulo crescente de dióxido de carbono e outros gases causadores do efeito estufa na atmosfera, graças a ações de intervenção humana relacionadas à queima de combustíveis fósseis e ao desmatamento.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul (CEVS/RS) recomenda os seguintes passos para lidar com as ondas de calor: proteção contra o Sol e o calor (usar chapéus, evitar exposição, roupa solta); hidratação (evite bebidas alcoólicas e ingira mais água); permanecer de 2h a 3h em ambiente fresco; facilitar a circulação do ar em casa. Em caso de mal-estar durante o período, procure ajuda de pessoas próximas ou centros de saúde.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações